A ÁGUIA E A GALINHA

A ÁGUIA E A GALINHA
A ÁGUIA E A GALINHA

Conheçam o meu livro: MARIA, MADALENA,AMÉLIA, CÚ.

segunda-feira, 15 de março de 2010

VIOLÊनकिया VERBAL

Publicado por teiversonalves em março 9, 2007

Você ficou sem entender bem o que aconteceu - conversou com uma pessoa grosseira que um Tratou de maneira ríspida,. TENTAVA provoca-la a todo instante, mas só você percebia. Não, você não está ficando paranóico, a violência verbal infelizmente existe e pode estar em qualquer lugar. A transgressão das regras verbais, um assunto que merece nossa reflexão, é invisível para muitos por não expor marcas físicas. Não obstante, as suas cicatrizes pueden destruir vidas, se você assim para se deixar levar por elas. E ainda que passe socialmente DESPERCEBIDA e que seja tolerada para não romper estruturas, temos de discuti-la.
A violência verbal pode também estar camuflada, sendo mais comum do que podemos imaginar ea todo instante estamos Sujeitos um recebe-las. E o que dizer da agressão verbal direta! Sabemos que as palavras tem poder para alegrar assim com tem poderes para machucar e são piores do que uma agressão física, pois deixam marcas, as vezes, para sempre!
Na vida familiar as vezes é pouco Reconhecida Tornando assim comum entre o marido ea mulher, passando por seus filhos. Assim uma violência praticada na fala, como usar palavras de baixo calão e falar com tom de voz elevado, em meio ao silêncio, sob Domínio do medo, fragiliza as pessoas-agredidas. Embora esse tipo de agressão não tenha marcas evidentes, é tão grave quanto o ato físico. Temos de dizer um basta a esse tipo de atitude. Não basta chocar-mos-nos com atos de descriminação Incluem violência que, principalmente as físicas, e horrorizarmo-nos com guerras, bombas, tiroteios e crimes hediondos e abandonarmos as agressões verbais.
Não, o mundo certamente será melhor quando cuidarmos para que nosso comportamento verbal reflita respeito pelo outro, Permitindo diferenças individuais, quer nas opiniões, quer nas escolhas, traduzidas por elegante e civilzado discurso verbal.


Teiverson Alves.

DIAS ATRÁS FAZENDO COMPRAS NO SUPERMERCADO ACOMPANHADA COM O MEU MARIDO, ENCONTREI-ME COM UMA AMIGA DOS TEMPOS DA FACULDADE, FAZIA OITO ANOS QUE NÃO A VIA, DESDE O DIA DA FORMATURA,ERAMOS AMIGAS INSEPARÁVEIS, ELA UMA JOVEM RECEM CASADA,FELIZ DA VIDA, QUERENDO APRENDER RECEITAS PARA VIVER UMA VIDA FELIZ E AGRADAR SEU PARCEIRO.
DO POUCO QUE CONHEÇO TENTEI PASSAR O MELHOR PARA ELA.MAS PARA ISSO NÃO HÁ RECEITAS NEM MOLDES, SÃO SITUAÇÕES DIFERENTES.
NOS INTERVALOS ENTRE UMA AULA E OUTRA LÁ ESTAVA O NOSSO GRUPINHO DE MULHERES CASADAS SEMPRE JUNTAS,ATÉ NO GRUPO DE ESTUDOS SEMPRE QUE POSSÍVEL ESTÁVAMOS JUNTAS.
QUANDO EU A ENCONTREI OLHEI E VI UM ROSTO TRISTE, ABATIDA, ENVELHECIDA,SEUS OLHOS ME PEDIAM SOCORRO, NAQUELES BREVES TEMPOS, RAPIDAMENTE PUDE ENTENDER O QUANTO ELA ESTAVA INFELIZ, JÁ NÃO ERA MAIS AQUELA DÉBORA QUE CONHECI,NEM PUDEMOS OU TIVEMOS A CHANCE DE CONVERSARMOS A SÓS, MEU FIEL GUARDIÃO ESTAVA A POSTOS,ATENTO A TUDO, SEI LÁ POR QUE? O QUE ELE PENSA? MAS NÃO FICO NUNCA SOZINHA, QUEM SABE, O MEDO DE QUE EU POSSA FUGIR.
COMO DIZER A ELA QUE EU TAMBÉM NÃO SOU MAIS A MESMA, NÃO SOU MAIS AQUELA MULHER QUE PARECIA SER ALEGRE, FORTE E GUERREIRA, AQUELA QUE TINHA ILUSÕES INGÊNUAS QUE PODERIA MUDAR O MUNDO, QUIE PODERIA FAZER A DIFERENÇA, QUE PODERIA TRAZER CONHECIMENTO AS PESSOAS E ACORDÁ-LAS PARA A VIDA, AQUELA QUE QUERIA CONTRIBUIR COM O ORÇAMENTO DOMESTICO,AQUELA QUE QUERIA APENAS TER SEU DINHEIRO, SEU EMPREGO, AJUDAR SEU MARIDO, MAS INVÉS DISSO ELE ACHOU QUE EU FUI BUSCAR UMA OPORTUNIDADE PARA DEIXA-LO OU SEI LÁ O QUE SE PASSOU POR SUA MENTE.ELE PERDEU O CHÃO!
TODOS ACHARAM RUIM, PORQUE PERDERAM A COZINHEIRA, FAXINEIRA, LAVADEIRA, ENFERMEIRA, AQUELA QUE ESTAVA ALI SEMPRE A POSTOS DE PRONTIDÃO,ETC......
MAS MESMO TRABALHANDO, CANSADA, NUNCA DEIXEI DE CUMPRIR COM MINHAS OBRIGAÇÕES DOMÉSTICAS.MAS ISSO NÃO BASTAVA.
ENFIM O TRISTE FOI CONCLUIR QUE DUAS PESSOAS CHEIAS DE SONHOS, DE GARRA, AGORA SOMOS APENAS UM FATASMA DE NÓS, ELA NÃO EXERCE A PROFISSÃO PARA A QUAL ESTUDOU TANTO, VEIO OS FILHOS E AQUELA MESMA CONVERSA, VAMOS CUIDAR DOS FILHOS E DEPOIS VOLTAR, MAS O TEMPÓ PASSA VOCE FICA PARA TRAZ E NÃO VOLTA MAIS, FICA DESATUALIZADA E O MERCADO NÃO TE ACEITA MAIS.
É PRECISO SER MUITO FORTE, DE MANEIRA NENHUMA NÃO ACEITAR MATAR SEUS SONHOS EM BENEFICIO DE OUTROS, NINGUÉM TE VALORIZA A NÃO SER VC MESMO, TEMOS QUE CONCILIAR TUDO, SEI QUE NÃO É FACIL, MAS SE SEDERMOS UMA VEZ, CEDEMOS SEMPRE.
E QUANDO SERÁ O SEU TEMPO????