A ÁGUIA E A GALINHA

A ÁGUIA E A GALINHA
A ÁGUIA E A GALINHA

Conheçam o meu livro: MARIA, MADALENA,AMÉLIA, CÚ.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Mulher é mantida em cárcere privado pelo marido


Mulher é mantida em cárcere privado pelo marido

A jovem, de 30 anos, que estava presa em casa, foi encontrada desidratada e desnutrida

Foto: CARLOS ROBERTO O vendedor José Geraldo nega que mantinha Solange de Paula (no  detalhe) presa em casa
O vendedor José Geraldo nega que mantinha Solange de Paula (no detalhe) presa em casa

Cárcere doméstico

A coragem de denunciar a violência que Roberta* sofria surgiu como um ato de sobrevivência. A dona de casa, de 32 anos, não aguentou mais a pressão de viver como refém do marido alcoólatra. O casal morava até semana passada numa chácara no interior de Goías numa situação de cárcere doméstico. "Tudo o que ele fazia eu tinha que estar junto. Se ia campinar o mato, me obrigava a ficar do lado dele. Ele achava que eu ia fugir da chácara e não me deixava fazer nada sozinha", lembra. A companhia constante do marido era marcada por momentos de violência verbal e física. Xingamentos, chutes e puxões de cabelo faziam parte do dia a dia até a última segunda-feira, quando Roberta quase morreu nas mãos do algoz que tinha dentro de casa.

Ela levou golpes de facão por todo o corpo e só conseguiu escapar da ira do marido quando ele viu a quantidade de sangue derramado no chão. "Quando percebeu que os cortes na cabeça, no rosto e nas costas estavam profundos, me largou e chamou o dono da chácara para me levar ao hospital. Mandou eu dizer no hospital que tinha brigado com uma mulher num bar. Mas, quando vi o policial, não tive dúvidas em denunciá-lo. Ele foi preso na frente do hospital", conta a vítima. Roberta agora está na Casa Abrigo - local sigiloso de proteção às vítimas de violência doméstica oferecido pelo GDF - e espera melhorar seu estado de saúde para projetar uma nova vida. "As mulheres têm que denunciar os agressores antes de estarem mortas", aconselha.
dição Gterra

Solange dos Santos Nascimento de Paula, 30 anos, que viria sendo mantida em cárcere privado há cerca de três anos pelo marido foi resgatada na tarde desta segunda-feira (25) por policiais militares e uma equipe do Samu no porão de uma casa na Rua Monsenhor Horta, Bairro Eldorado, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.



Ela foi encaminhada para o Hospital Municipal de Contagem, onde foi constatado quadro de anemia profunda, alto nível de desnutrição (caquexia) e forte desidratação, além de uma ferida na perna direita e nos olhos. Há suspeita que a mulher, que apresenta um grande volume no ventre possa estar grávida. O estado deplorável da mulher foi resgistrado por imagens captadas por telefones celulares dos militares da 186ª Cia do 39º BPM (Contagem) que solicitaram anonimato.



O aposentado José Geraldo de Paula, 45 anos, que trabalha como vendedor de salgados na Avenina Olegário Maciel, em Belo Horizonte, foi preso em flagrante. Levado para a 6ª Delegacia Seccional de Contagem, ele negou manter a mulher em casa contra a vontade dela. Ele alegou, que, por várias vezes, tentou levar a mulher ao médico - inclusive disse ter marcado uma consulta particular no Hospital Santa Helena pela qual teria pago R$ 90 - mas a mulher teria recusado a ir. Ao ser resgatada em sua cama, ela teria confirmado essa versão.



O aposentado Paulo Aniceto Monteiro, 64 anos, disse ao HOJE EM DIA que é namorado de Helena Andrade, senhoria do casal, que é de Fidalgo (MG) e estaria morando no local há três anos. Ele contou que sempre perguntava pela mulher de José Geraldo, e ele dizia que "ela estava bem". Monteiro disse que, sempre ao sair, o portão que dava acesso à casa do casal ficava trancado. Ele disse que, nesta segunda-feira (25), após ouvirem gritos de socorro, chamaram o soldador Ivan Rodrigues de Souza, 30 anos, que mora nas imediações, que entrou na casa. "Ao entrar no local, fiquei chocado com o estado da mulher. Ela se queixava de dores na coluna e, ao encostar nela, ela gritou de dor. Foi quando chamei a PM e o Samu", disse.



O aposentado seria interrogado ainda nesta segunda-feira (25) pelo delegado de plantão. Ele poderia ser autuado em flagrante, a princípio, por maus tratos e omissão de socorro, segundo informaram fontes da Polícia Civil.


TENHAM UMA BOA NOITE!!
ÓTIMO FINAL DE SEMANA!!